Recuperação de tributos para indústrias: o passo a passo

Recuperação de tributos para indústrias: o passo a passo

Entenda como realizar a recuperação de tributos para indústria por meio deste passo a passo!

O passo a passo que você precisa dominar a fim de realizar a recuperação de tributos para a indústria. Leia e fique por dentro!

Sabia que, com a ajuda de recuperação de tributos para indústria, você consegue melhorar o fôlego financeiro do seu caixa e, ainda, continuar em dia com a legislação?

Isso mesmo. No artigo de hoje, vamos explicar a você o passo a passo que precisa ser seguido para que você possa fazer isso em sua empresa e para continuar em dia com a legislação!

Nele, você entenderá como funciona a tributação para indústrias, o que, de fato é a recuperação de tributos para indústria e o passo a passo que você precisa seguir para realizar isso.

Leia o artigo que preparamos e saiba mais!

Como funciona a tributação de indústrias

De forma geral, indústrias podem ser tributadas de três maneiras diferentes.

A primeira delas é por meio do Simples Nacional.

Simples Nacional

Nele, sua empresa deverá calcular os tributos por meio do Anexo II da Lei 123/2006.

Porém, nem todos podem optar por esse enquadramento.

Isso porque ele é destinado a empresas que tenham faturamento de até R$ 4,8 milhões, sendo que existem alguns outros aspectos os quais também podem vedar o ingresso nessa modalidade.

Um deles é a composição do quadro societário, visto que negócios os quais possuem  pessoa jurídica dentre seus sócios não podem fazer parte do Simples Nacional.

Desenvolver determinadas atividades e a existência de débitos tributários também fazem com que o empreendimento não possa participar dele.

Nesse contexto, os tributos são recolhidos em uma única guia, denominada Documento de Arrecadação do Simples Nacional, e, de acordo com o Anexo II, contempla os seguintes impostos:

  • IRPJ;
  • CSLL;
  • Cofins;
  • PIS/Pasep;
  • CPP;
  • IPI;
  • ICMS.

Lucro Presumido

Podem optar por esse regime as empresas com faturamento de até R$ 78 milhões e que não estejam obrigadas a recolher pelo Lucro Real.

Nele, o governo estipula um percentual o qual deverá incidir sobre o faturamento. O governo, então, presume o que a empresa terá de lucro; isso será importante para achar a base que será usada para calcular o IRPJ e a CSLL, cujas alíquotas são, respectivamente:

  • IRPJ: 15%;
  • CSLL: 9%.

Empresas que apuram pelo Lucro Presumido também devem recolher:

  • Adicional de Imposto de Renda;
  • PIS (0,65% sobre o faturamento);
  • Cofins (3% sobre o faturamento);
  • IPI;
  • ICMS.

Lembrando que esses são os principais tributos; dependendo da situação, você poderá ter que recolher ainda outros impostos.

Lucro Real

No Lucro Real, o IRPJ e a CSLL são calculados tendo como base o lucro que a empresa, de fato, obteve no período.

Sendo assim, é imprescindível que a contabilidade esteja em dia.

As alíquotas cobradas a título de IRPJ e de CSLL são, respectivamente 15% e 9%.

Também é necessário que se pague PIS (1,65%), Cofins (7,6%), IPI, ICMS, dentre outros impostos.

Abaixo, trouxemos alguns artigos que vão ajudar você a entender mais sobre o assunto:

O que é recuperação de tributos para indústria?

Como a gente pôde verificar, a apuração de impostos é bastante complexa, demanda atender, inclusive, a pontos bastante específicos.

Nesse ponto, é bastante comum que existam situações em que a empresa acabe recolhendo tributos indevidamente, geralmente mais do que deveria.

Quando isso acontece, é possível que se realize a recuperação de tributos para indústria.

Por meio dela, você consegue o retorno desses valores ao caixa do seu negócio.

Aqui, aproveitamos para apresentar a você que está pensando em começar um novo negócio ou que conhece alguém que está passando por essa situação, um e-book que vai ajudar a entender como registrar o seu negócio. Clique aqui e conheça.

O passo a passo que você precisa seguir para realizar a recuperação de tributos para indústria da forma correta:

Então, para ajudar você a entender melhor sobre como isso funciona, elaboramos um passo a passo que vai ajudar você a entender como a recuperação de tributos para indústrias pode acontecer.

Passo 1: domine a legislação tributária

Inicialmente, para que você possa realizar a recuperação de tributos para indústria, é importante ter profundo conhecimento do que diz a lei.

Agir dessa maneira vai ajudar você a saber se, de fato, existe a possibilidade de recuperação e como ela deve ser solicitada.

Passo 2: revise sua apuração

Então, entendendo, de forma ampla e profunda, como a legislação do seu negócio acontece, agora é o momento de revisar a sua apuração.

Isso permite que você encontre valores que poderão ser questionados e até mesmo que possam retornar ao caixa da sua empresa.

Passo 3: identifique por qual meio poderá ser requerida a recuperação de tributos para indústria

Outro ponto importante o qual você precisa considerar é a maneira como a recuperação de tributos para a indústria deverá acontecer em sua empresa.

Isso porque existem situações em que o tributo poderá ser compensado na apuração do mês posterior, logo deverá haver processo administrativo ou mesmo judiciário.

Passo 4: realize os procedimentos

Feito isso, você deverá fazer o levantamento de documentos, elaborar a memória de cálculo e redigir as peças necessárias para que a recuperação de tributos para a indústria aconteça da forma correta.

Passo 5: acompanhe o deferimento

Também consulte periodicamente como está a análise do processo.

Lembre-se de que, no caso de indeferimento, você poderá ter prazos para entrar com recursos.

Diante disso, quando se trata da recuperação de tributos para indústria, acompanhar o pedido do seu pedido é importante.

Passo 6: arquive toda documentação

Finalizado todo o procedimento, é importante arquivar toda documentação relacionada à recuperação de tributos para a indústria.

Lembre-se de que, posteriormente, em uma fiscalização, você poderá ter que prestar contas sobre o motivo que o levou à recuperação de tributos para a indústria.

Sendo assim, deixe tudo muito documentado.

Advance: contabilidade especializada em tributação de indústrias

Como a gente pôde perceber, o cálculo de tributos de uma indústria costuma ser bastante complexo e pode variar de acordo com o regime adotado.

É possível que a sua empresa tenha direito à recuperação de tributos para indústria.

Então, seguir as orientações trazidas em nosso material facilitará o procedimento, o qual será realizado da forma correta e com segurança.

Nesse contexto, para evitar problemas relacionados ao uso indevido de créditos tributários e para agilizar o processo de recuperação de tributos para indústria, é primordial contar com apoio especializado.

Nós, da Advance, temos a expertise necessária para ajudar você nessa tarefa.

Clique no botão abaixo, converse com um de nossos especialistas e conheça as vantagens de contar com o nosso suporte!

Preciso de mais fôlego financeiro para minha indústria!

Summary
Recuperação de tributos para indústrias: o passo a passo
Article Name
Recuperação de tributos para indústrias: o passo a passo
Description
Entenda como realizar a recuperação de tributos para indústria por meio deste passo a passo! Leia o nosso artigo e fique por dentro.
Author
Publisher Name
Grupo Advance
Publisher Logo

Deixe um comentário